Libertadores

Copa do Brasil

Automobilismo

Postagens Recentes

14 anos e 41 gols: tabu que segue invicto!

12:44:00 Adicionar Comentários
Que tarde amigos, que tarde. O Palmeiras foi até o Morumbi em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro enfrentar o São Paulo, que vinha de um empate contra o Coritiba e do outro lado, o alviverde veio de uma vitória em cima do clube carioca, Fluminense.

A escalação do tricolor veio como as dos últimos jogos: Denis, Bruno, Maicon e Lugano, Matheus Reis, Thiago Mendes (Rogério), Ganso um pouco mais a frente e Wesley, Kelvin, Kardec (Ytalo) e Centurion (João Schmidt).

E do outro lado Cuca vinha com: Fernando Prass, Tchê Tchê, Thiago Martins, Vitor Hugo, Zé Roberto, Thiago Santos (Moisés), Jean e Roger Guedes (Rafael Marques), Dudu, Gabriel Jesus (Erik) e por fim, Alecsandro. 

Os 10 primeiros minutos foram de posse de bola alviverde, até que em contra ataque puxado por Kelvin e Thiago Mendes após falha no setor defensivo do Palmeiras, Ganso cabeceou a bola para o golaço em cima de Prass que nada pôde fazer, já que a sobra da bola era de Thiago Martins que apenas observou a bola ir com destino certo para a definição do maestro, 1x0! 

Imagem: Mauricio Rummens/ Ganso comemora seu golaço que concretiza a marca: o maestro marcou gol em todos os rivais!
O Morumbi foi palco de um verdadeiro jogaço com contra-ataques rápidos das duas equipes e belíssima atuação da defesa São Paulina que contava com a experiência de Lugano para neutralizar o jovem Gabriel Jesus, e a boa percepção de Maicon para afastar o perigo dentro da área, mesmo Maicon que marcou um gol infelizmente impedido. 

O segundo tempo regeu uma orquestra de duas paredes. Prass fez uma sequência milagrosa de 3 defesas, 2 delas em cabeceio após batida de escanteio, enquanto Denis defendia chutaços de meia distância do ataque alviverde.


BOLA CHEIA: Sem dúvida nenhuma para o setor defensivo, incluindo o tão criticado goleiro Denis, que mesmo depois de se machucar em disputa com Alecsandro que foi em busca de uma sobra do goleiro e consequentemente abrir um ferimento na cabeça e rosto, se posicionou bem na partida e ainda assim fez uma boa defesa no segundo tempo.


Imagem: jovempan.uol.com.br/ Denis com a proteção na cabeça após se machucar em disputa com Alecsandro.
Maicon e Lugano que, no começo deixaram dúvida pois o contra ataque do verdão é muito veloz, cumpriram mais do que seus papéis e como dizemos no futebol clássico "deixou no bolso" o ataque do Palmeiras! Sem tirar os méritos de Fernando Prass, que fez uma partida brilhante. 

Imagem: spfc.terra.com/ Maicon em disputa de bola com o jovem Dudu.

BOLA MURCHA: Ao que tudo indica foram 7 cartões amarelos, com inúmeras faltas marcadas que não renderam cartões amarelos apesar da boa atuação do juiz que não caiu na pilha de nenhum dos times e usou o mesmo critério na marcação de faltas pros dois lados. O que realmente espantou, foi uma breve discussão entre Maicon e Rogério no final do jogo: o atacante após perder alguns lances, teve uma puxada de orelha do xerife Maicon, o que gerou uma confusão que teve de ser apartada pelos companheiros de equipe. Rogério disse: "Foi uma discussão normal de jogo, ele pediu desculpas e eu pedi desculpas, está tudo certo!".

MOMENTO OFF:
O zagueiro Diego Lugano segue invicto em Choques-Reis, e hoje sua boa atuação mostra o porquê desses números: são 9 jogos contando 7 vitórias e 2 empates do uruguaio contra o Palmeiras!

Imagem: sousaopaulofc.com.br/ Dios de la raça mostrando quem manda!
O jogo mostrou duas equipes bem treinadas por técnicos inteligentes que souberam usar as peças que tinham. Na minha opinião, um clássico pegado, contra-ataques rápidos e uma boa atuação do juiz e dos dois times da capital. E você tricolor, o que achou do Choque-Rei? 

Natalia Andrade
Siga-nos no Twitter: SPFC_VQTTV

Top 5 Free Agents

09:41:00 Adicionar Comentários
O mercado de transferências da liga está aberto faz alguns meses e a maioria dos times assinou com aqueles os quais tinham interesse. O draft já aconteceu, ou seja, o elenco já está praticamente formado e o foco agora é na interação dos jogadores e o treinamento da equipe. Contudo, sempre pode rolar um imprevisto e o time precisar de um backup, é nessa hora que os Free Agents – de forma simples, jogador que não possui contrato com nenhuma equipe – entram em ação. Diante disse, fizemos uma listinha com esses principais atletas. 


Ryan Fitzpatrick - Quarterback

(foto: leblitznfl.com)
De todos Free Agents esse é o mais falado. Fitzpatrick, na temporada passada liderou o Jets a 10 vitórias, e quase chegando aos playoffs. Com bons números, no momento da contratação o jogador pediu um salário alto demais, digno de QB de elite, e não rolou. Especularam a ida dele para alguns times, como o Denver Broncos, mas a verdade é que ninguém está disposto a pagar o valor pedido. Acreditamos que ele volte para Nova York, só precisa ceder. 


Greg Hardy - Defensive End

(foto: foxsports.com)
Jogador problema. Tóxico. Os times estão evitando esse tipo de atleta. Ano passado, o Dallas Cowboys foi bastante criticado por tê-lo na equipe, mas devido seu comportamento o time dos Texas optou por não renovar contrato. Hardy, tem talento e é jovem, embora fique sem time por um tempo, se precisarem de um DE, ele será uma boa aposta. 


Donte Whitner - Safety

(foto: clesportstalk.com)
Donte Whitener, cortado do Browns, participou de três ProBowls e conta com 856 tackles ao longo da carreira. Devido a experiência, é uma boa aposta para times que possuem uma secundária nova. Os Rams são fortes candidatos para ser a nova casa de Whitener.


Dwight Freeney - Defensive End

(foto: foxsports.com)

Freeney está até com a agenda agitada para um Free Agent. Ele vistou o Cincinnati Bengals, e se reunirá com o time de Atlanta na próxima semana. O ex-Cadirnals é responsável por oito sacks de 11 jogos na temporada regular e possui um bom pass rush.


Anquan Boldin - Wide Receiver

(foto: nbcbayarea.com)
O San Franciso 49ers não renovou com um de seus melhores WRs do time na temporada 2015. Apesar dos 35 anos e algumas lesões, ano passado, Boldin conquistou 69 recepções, 789 jardas e quatro touchdowns. Sua experiência pode ser bem vinda para liderar time que tenham grupos com WRs inexperientes. 


Nos acompanhe nas redes sociais: Twitter e Facebook

Bom arranque!

22:25:00 Adicionar Comentários
O Internacional surpreende a cada rodada do Brasileirão 2016, hoje não foi diferente, na Vila Belmiro (palco historicamente difícil para o Inter) o Colorado venceu o Santos por 1 a 0 e dormirá na vice-liderança do campeonato, somando 10 pontos de 12 disputados.
"Grupo unido e os resultados são animadores".
(Foto:facebook.com/SCInternacional.Oficial)

O Inter entrou no Brasileirão longe do favoritismo habitual, e logo na primeira rodada o 0 a 0 com a Chapecoense já preocupou a torcida que aguarda por um título do nacional desde 1979.

Veio a segunda rodada e uma vitória emblemática no Morumbi contra o São Paulo, deixando o Colorado "em dia" no certame.

No Beira-Rio na última quinta-feira uma atuação longe de ser perfeita, mas o gol saiu e a vitória por 1 a 0 sobre o Sport deu sequência positiva pro time gaúcho.

Eis que veio a quarta rodada nesse domingo, o desafio era tido como o mais complicado até aqui, afinal até então o Internacional só havia derrotado o Santos na Vila Belmiro em uma única oportunidade, no Brasileirão de 2014.
Pois bem, hoje foi a segunda vez que o Colorado venceu na Vila mais famosa do Brasil, uma grande atuação de toda equipe, que desde o início buscou o campo de ataque, e rondou a área do alvinegro praiano.

Argel surpreendeu, desistiu da formação com o tripé de volantes, sacou Anselmo e iniciou a partida com o jovem meia Gustavo Ferrareis, que já havia entrado em campo contra o Sport, e dado uma cara diferente e mais aguda ao time.

As chances surgiam, mas o Colorado esbarrava na ausência de um jogador de área, insisto que no modelo de jogo adotado pelo Inter é extremamente necessária a participação de um "homem de referência".

O Inter cruza muitas bolas pra área adversária, são inúmeras as vezes em que a bola atravessa o gol adversário e não tem aquele típico camisa 9 pra conferir.

Hoje não foram poucas as chances, Andrigo perdeu algumas boas oportunidades de matar o jogo, Vitinho segue longe daquele "goleador" da reta final de 2015.

Veio do banco as soluções, Argel sacou Andrigo e promoveu a entrada de Alex, Viitnho saiu para a entrada de Aylon.

Assim nasceu o gol vermelho, aos 38 da segunda etapa, Alex cobrou muito bem o escanteio, Aylon subiu de cabeça e garantiu o triunfo colorado em São Paulo.

Um bom arranque do Internacional no campeonato, um time que que não quer os holofotes da competição, um time "operário", que tem em Fabinho e Fernando Bob dois "peões" no meio de campo, que tem a vitalidade de William e Artur pelos lados, e a segurança do excelente Danilo Fernandes no gol, que inclusive foi fundamental pra conquista dos 3 pontos hoje.

Argel prega em seu discurso, humildade, o já famoso "pézinho no chão" e não faz projeções e nem quer protagonismo, sempre pensando no jogo a jogo.

Se vai dar certo ou não só saberemos em Dezembro, mas que o começo do Brasileirão é animador pra torcida vermelha, isso é inegável, o Inter de "resultados" vem surpreendendo muita gente.

Todos ao Beira-Rio na quarta-feira contra o Atlético/PR, todo jogo é um final!

#VamoInter

Siga no Twitter: @InterVQTTV
Curta no Facebook: Inter VQTTV
Projecões Dos Jogadores escolhidos no Draft

Projecões Dos Jogadores escolhidos no Draft

20:31:00 Adicionar Comentários

Fonte: Nfl.com


Chegando no período das OTA(organized team activities) ou atividades organizadas pelos times, ainda durante esta longa e interminável offseason, já podemos ver alguns jogadores escolhidos no draft começando a treinar ainda sem total equipamentos pela suas equipes. neste momento muitas perguntas já pairam pelo ar e o medo de lesões acontecem, enfim a NFL é emocionante ate quando esta em inercia.

Alguns jogadores já merecem ser observados de perto como Laremy Tunsil, que tudo indica que será titular na proteção a Ryan Tannehill equipe de Miami vem sofrendo a seguidas temporadas com problemas nesta posição. Os dois QBs escolhidos nas primeiras posições Jared Goff ja deve ser titular mesmo com a equipe de Los Angeles tendo Nick Foles que ja levou os Eagles aos playoffs, sua ultima temporada deixou a desejar e vira a ser um Backup. A situação de Wentz e um pouco diferente já que os Eagles contam Sam Bradford, que teve a renovação de contrato e ótimo backup Chase Daniel. Tudo indica que Wentz tem que amadurecer bastante até assumir o posto de titular.

Ao contrário de Wentz, Bosa e Elliott já devem assumir o posto de titular nas suas franquias Bosa vai dar um sangue novo no pass rush de San Diego e Elliott pode divir ou assumir o backfield de Dallas dependendo da atuação de Daren McFadden. Fechando o Top 5 do draft Ramsey já é com certeza titular resta saber sua lesão se é grave ou não

Um dos drafts mais interessantes sem dúvidas foi do Browns com muitas escolhas e muitas interessantes devem da uma renovada na equipe e fez com que sua segunda pior campanha multiplicasse em diversas escolhas bem aproveitadas vale constar que o Titans também seguiu esse memso pensamento e deve surpreender na AFC south.

Algumas escolhas peculiares como os dois safetys logo no primeiro round, sem contar a escolha do kicker Roberto Aguayo escolhido pelo buccanners no segundo round, mas é bem difícil analisar quem será o bust ou Steal neste draft, só o tempo irá responder mas você pode encontar divisão por divisão as escolhas no time aqui no VQTTV.

Por: Remisson Negreiros

Que o tabu continue!

19:42:00 Adicionar Comentários
Salve nação,
Na tarde deste domingo, o São Paulo terá como adversário o Palmeiras, no Morumbi, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro. Esta partida contará com a experiente defesa tricolor, apesar de algumas inconveniências, e com um dos ataques mais velozes da competição, do time verde.

O tricolor em clássicos
O São Paulo em clássicos deixa muito a desejar, os números comprovam isto: sua última vitória foi contra o Santos, no dia 3 de junho de 2015, no Morumbi, pelo Campeonato Brasileiro. Desde então, de dez jogos contra seus rivais, o tricolor não conquistou nenhuma vitória e soma sete derrotas e três empates.

Histórico
São Paulo x Palmeiras + Morumbi = Tabu
Os números no Morumbi contra o time verde são de total domínio dos são-paulinos: 22 jogos, 13 vitórias e 9 empates. A ultima vitória do Palmeiras foi no dia 20 de março de 2002, por 4 a 2, pelo Torneio Rio-SP. O bi rebaixado não ganha do São Paulo há mais de 14 anos.
Lugano, titular neste domingo, nunca perdeu um clássico para o Palmeiras. Foto: old.gazetapress.com/

Para o embate, as novidades na equipe tricolor são PH Ganso, Lugano e Calleri. O atacante foi convocado, porém não há certeza sobre sua titularidade por conta de um desconforto muscular, fator que também o tirou da partida anterior, contra o Coxa.

Os inúmeros desfalques contam com Rodrigo Caio e Eugenio Mena, que foram convocados para a Copa América para defender Brasil e Chile, respectivamente. Além destes, não estarão em campo: Michel Bastos (estiramento no posterior da coxa direita), Hudson (estiramento no adutor da coxa esquerda), Breno (cirurgia no joelho direito), Carlinhos (lesão no posterior da coxa esquerda), Wilder (estiramento no adutor da coxa esquerda) e Caramelo (trauma na coxa direita).

O São Paulo deverá entrar a campo querendo a vitória, tanto para manter o tabu no Choque-Rei, quanto para somar 3 pontos no campeonato. No momento em que a Libertadores está em pausa, o que importa é o Brasileirão e a preparação para as semis-finais da competição internacional.

Os relacionados para a partida são:
Goleiros: Denis e Renan Ribeiro;
Laterais: Bruno, Matheus Reis e Auro;
Zagueiros: Maicon, Lugano, Lyanco e Lucão;
Volantes: Thiago Mendes, Wesley, João Schmidt e Artur;
Meias: Paulo Henrique Ganso, Lucas Fernandes e Daniel;
Atacantes: Calleri, Alan Kardec, Kelvin, Centurión, Rogério, Ytalo e Luiz Araújo.

Siga-nos no twitter: @SPFC_VQTTV
Juliana Brito.

Pré-jogo Santos x Inter. Pra se manter entre os líderes.

12:46:00 Adicionar Comentários
Partida válida pela quarta rodada do campeonato brasileiro, o Internacional vai até a Vila Belmiro, neste domingo, 29 de maio, para enfrentar o Santos. Início do jogo marcado para às 18h30, horário de Brasília.

(aovivonatv.com)


O clube gaúcho ainda não empolgou nesse Brasileirão, apesar de estar na terceira posição na tabela, com duas vitórias e um empate, mesmo número de Santa Cruz e Grêmio, os dois primeiros por critérios de desempate. O time colorado soma 16 jogos sem perder, entre campeonato brasileiro e o gaúcho, mesmo assim, o futebol apresentado ainda não convenceu o torcedor.

O técnico Argel vem usando uma formação tática com dois ou três volantes. Uma marcação muito forte e o contra-ataque. Até o momento, o resultado vem acontecendo, mas, me parece pouco pra sustentar a equipe na ponto da tabela ao longo das 38 rodadas.

Pelo lado Santista, uma série de problemas. Dois de seus principais jogadores estão na seleção brasileira. O atacante Gabriel e o meio campista Lucas Lima, só voltam ao Santos depois da Copa América. O Santos também não tem Ricardo Oliveira, que também havia sido chamado pra seleção, mas, com uma contusão no joelho, foi cortado. O atacante não tem previsão de retorno aos gramados. O zagueiro Gustavo Henrique, expulso na rodada passada contra o Figueirense, também desfalca o peixe. O técnico Dorival Júnior terá bastante trabalho para remontar sua equipe.

O Internacional não tem um bom retrospecto atuando na Vila Belmiro. O Santos tem ampla vantagens nos confrontos. Mas, acredito que o colorado possa sair vencedor deste jogo, devido a quantidade de desfalques que apresenta a equipe do Santos. Lógico que um empate seria um bom resultado, mas, se o Inter almeja algo grande nesse Brasileirão, precisa aproveitar a chance de enfrentar um time desfalcado e conquistar os 3 pontos. Precisa se manter na ponta da tabela.

É sempre complicado jogar lá, mas, torcemos que a vitória aconteça, como em 2014.
(foto: espn.uol.com.br)



PROVÁVEL INTER: Danilo Fernandes; William, Paulão, Ernando e Artur; Fernando Bob, Fabinho, Anselmo e Andrigo; Sasha e Vitinho.

PROVÁVEL SANTOS: Vanderlei;Victor Ferraz, Lucas Verissimo, David Braz e Zeca; Thiago Maia, Renato, Rafael Longuine e Vitor Bueno; Paulinho e Joel.

ÁRBITRO: André Luiz de Freitas Castro.

Jessé Lincke

Análise: Palmeiras 2 x 0 Fluminense

09:18:00 Adicionar Comentários
Comemoração após o primeiro gol. (Foto/Fonte: Marco Galvão/Agência O Globo)
O Palmeiras venceu por 2x0 o Fluminense, na noite de quarta (25) no Allianz Parque. Mas não foi um primor de apresentação, muito em função de um sistema defensivo muito bem encaixado. O adversário com três volantes, brecavam o ritmo do Verdão, que pouco criava e não conseguia triangular jogadas. E na prática, teve apenas duas chances em todo o primeiro tempo, com Gabriel Jesus que não alcançou um cruzamento rasteiro na área, e uma finalização com Dudu, prensada por um defensor rival e, que o árbitro Sandro Meira Ricci NÃO viu...!! 

Ah, mas Róger Guedes chutou por cima e o Cavalieri falhou uma hora e quase deu o gol pra Dudu, mas não foram chances agudas na alça do gol. 

Por outro lado, o rival apostava muito nas bolas aéreas, e dava trabalho ao Palestra. Fred teve, no primeiro tempo, três chances: uma que sem marcação, perdeu a chance do gol, pois havia errado em seu cabeceio; na segunda tentativa de cabeceio, Fred acertou, mas São Prass acabou operando milagre, fazendo uma p*ta defesa a queima roupa e, no rebote, Frederico perdeu outro gol, isolando a bola e a chutando lá em Osasco.

Veio o segundo tempo e aquele jogo truncado foi desfeito, mas que acabara sendo superado por parte do Palmeiras. Cuca / Cuquinha / Alberto Valentim e mais 264 auxiliares que se revezavam no comando da equipe, seja via rádio (isso não vale e pode terminar em punição ao Cuca), seja com auxiliares se revezando em campo, seja com postura diferente no intervalo, quebraram as amarras do rival. Ao trocar Cleiton Xavier (apagado) por Moisés e ALECSANDRO por Egídio (lesionado), a equipe evoluiu. Passou a ganhar velocidade, e ao colocar Tche Tche na lateral esquerda, Moisés como meia juntamente a Dudu (Não gosto dele centralizado) confundiu a marcação do oponente. E ao confundir, começou a imprimir sua velocidade, com triangulações e objetividade. Tanto que aos 12 minutos, após uma falta cobrada por Dudu, Vitor Hugo e um cabeceio letal, modificaram o placar da peleja. 
(Fonte: ESPN.uol.com.br/)
No minuto seguinte, Róger Guedes que foi o melhor em campo na minha opinião, deu passe de calcanhar para Jean, que foi até a linha de fundo e cruzou para Dudu, que com inteligência deixou a pelota passar por ele, num corta-luz brilhante que atordoou a zaga da equipe carioca e deixou Alecsandro de frente para a meta e fuzilou pro gol. 11 gols na temporada para Alecdonalds, quem diria hein?!

Após o 2x0, o Palmeiras se retraiu para o campo de defesa a espera do contragolpe, mas sofreu um pouco de pressão. Primeiro com Henrique e Cícero (impedido) que assustaram e, depois, Richarlisson numa jogada individual que contou com escorregão de Tche Tche que deixou o caminho livre, mas eis que ao tocar para Gustavo Scarpa, ele perdeu o gol. Muito embora Thiago Martins estivesse a sua frente (e que bom Thiagão estar ali) senão era gol dos caras, e sufoco. Após esses sustos, o Palmeiras controlou o ritmo do jogo e ainda teve mais uma chance no fim do jogo, em contragolpe puxado por Dudu, Gabriel Jesus e Jean, no qual o camisa #17 acabou jogando pro alto a chance do terceiro gol. 

Pelos 25 minutos agudos e ofensivos no segundo tempo e por uma comissão técnica que troca peças e mostra que elas possuem qualidade, e esquematizações com variantes que possam ajudar a equipe, nota 7, pois ainda tenho calafrios com nosso sistema defensivo. Muito embora com Cuca, 4 jogos no Allianz, 4 vitórias, 12 gols marcados, nenhum sofrido. Todavia, canja de galinha e prevenção, não fazem mal pra ninguém.

#ForzaPalestra


SIGA NOSSA EQUIPE NO TWITTER @Palmeiras_VQTTV

Quase um ano após a morte, família de Jules Bianchi processa FIA, F1 e Marussia

08:24:00 Adicionar Comentários

Quase um ano após a morte de Jules Bianchi a família do piloto decidiu entrar com um processo contra a FIA, F1 e a Marussia.

O motivo do processo é punir os culpados pelo acidente, já que na investigação feita após o acidente, vários pontos foram levantados como erros que poderiam ser evitados, mas o único culpado foi o piloto.

O ACIDENTE
Resgate de Jules após o acidente que lhe deixou gravemente ferido, vindo posteriormente a falecer. (Foto: Getty Images)
No dia 5 de outubro de 2014 Jules bateu forte em um guindaste que efetuava a retirada da Sauber de Adrian Sutil de uma das curvas do circuito de Suzuka no Japão, após o piloto aquaplanar e bater na barreira. Na volta seguinte o piloto, da então Marussia, escapou e foi de encontro com o guindaste batendo fortemente a cabeça.

Jules Bianchi permaneceu nove meses em coma e veio a falecer no dia 17 de Julho de 2015.

A INVESTIGAÇÃO

Durante a investigação, vários pontos foram levantados como erros que poderiam ser evitados, como a falta do safety car, a forte chuva que poderia ocasionar a bandeira vermelha da prova, entre outros.

Para a comissão que foi criada para a investigação o piloto poderia ter evitado o acidente se tivesse diminuído a velocidade, fato que eles falam que não ocorreu com somente as bandeiras amarelas sendo agitadas.

O PROCESSO

A família busca as verdadeiras respostas sobre o fato já que Jules era um dos pilotos mais promissores de sua geração.

Eles acreditam que os verdadeiros culpados estão sem a devida punição pelo acontecimento.

HOMENAGEM

Neste fim de semana a F1 está em Mônaco, local onde o piloto marcou seus únicos pontos, haverá uma homenagem in memorian. Sua família se encontra no principado a onde ocorrerá a homenagem e o piloto Romain Grosjean também decidiu homenagear o amigo em seu capacete.



SIGA NOSSA EQUIPE NO TWITTER @Fórmula1VQTTV 

Poderia ser melhor.

Murillo Ferreira 16:30:00 Adicionar Comentários
Fonte: globoesporte.com
Pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro, o São Paulo não conseguiu ir além do empate contra o Coritiba, no Couto Pereira, na noite de quarta-feira. O Tricolor jogou melhor e teve boas chances, mas o resultado final foi 1 a 1.

O técnico Bauza decidiu entrar em campo com uma equipe mista, tendo apenas Dênis, Maicon, Thiago Mendes e Kelvin de titulares. De modo geral, a equipe paulista jogou bem, dando muito trabalho para o goleiro Wilson e acertando algumas bolas na trave.

Mesmo o Tricolor pressionando bastante e mostrando-se superior na partida, quem saiu na frente foi o Coxa, já no segundo tempo, com Alan Santos aproveitando o escanteio. O São Paulo sentiu o gol e demorou pra se achar novamente em campo. O zagueiro Juninho ainda teve uma chance de ampliar, mas a bola foi salva por Matheus Reis.

Quase na casa dos 30 do segundo tempo, Bauza fez uma substituição ousada e que deu certo. No lugar do lateral Auro, colocou o atacante Rogério, que pouco tempo depois empatou a partida com um chute de fora da área.

Depois do empate, o Tricolor voltou a diminuir o ritmo. Com apenas uma vitória jogando fora de casa no ano de 2016, considerando o futebol apresentado, o resultado não foi o ideal. O que podemos tirar de positivo é que o time parece estar adquirindo confiança para jogar longe do Morumbi.


A próxima partida do Tricolor será no clássico contra o Palmeiras, domingo, no Morumbi, às 16h.

Murillo Ferreira.

Pênaltis, expulsão e um empate amargo

14:25:00 Adicionar Comentários

Você deve estar pensando que empatar com o todo poderoso Flamengo fora de casa não é ruim, pois bem, deixe-me lhe explicar ...

O Flamengo começou indo pra cima e fazendo valer o mando de campo, tanto é que aos 7 minutos de jogo abriu o placar, aproveitando uma falha na marcação de Gimenez que tomou bola nas costas. Logo em seguida, teve um pênalti a favor da Chapecoense. Lucas fome Gomes,  caiu na área e a penalidade foi marcada. Bruno matador Rangel cobrou e empatou o jogo.No restante do primeiro tempo, a Chapecoense passou de pressionada à equipe que ditou o ritmo do jogo.

Na etapa complementar, na marca dos vinte minutos o árbitro expulsou o atacante Everton por chegada violenta em Josimar. Restavam 25 minutos de jogo com 1 homem a mais em campo para a Chape. Guto ainda não havia feito nenhuma substituição e pôde organizar o seu time para aproveitar a vantagem.
Mais uma vez, brilhou a estrela do treinador,assim como na rodada passada com Silvinho, menino Hyoran saiu do banco de reservas para ampliar o placar. No dia do seu aniversário o garoto que é prata da casa fez um golaço de falta que agitou os torcedores nas redes sociais. Uma cobrança impecável.



 Comemoração do segundo gol da Chapecoense
         Foto do site oficial da Chapecoense 

A Chape continuou com muita tranquilidade, dominando o jogo e perdendo algumas oportunidades de ampliar o placar, faltou perna para Silvinho e Rodrigo Andrade entrou aos 43 minutos com displicência.  

Aos 48 minutos, com a famosa compensação pelo pênalti marcado no primeiro tempo para a Chapecoense, o juizão achou uma penalidade para o Flamengo em um lance estranho, Gimenez ergueu os braços mas estava de costas para a bola, e Marcelo estava com a mão colada no corpo, tudo isso dentro da área. Alan Patrick cobrou e empatou a partida.

Empatar com o Flamengo fora de casa não é um mau resultado. O que chateia é estar dominando o jogo, jogando com tranquilidade e sofrer o empate no ultimo lance da partida, sabendo que poderia ter ampliado o placar e as chances foram desperdiçadas.

De qualquer forma, é a terceira rodada, Chape segue invicta e na primeira parte da tabela. A Chapecoense não é mais a novidade do campeonato, muito menos a surpresa. Publicamente a Chapecoense tem como objetivo se manter na série A. Esse da fato tem de ser o primeiro objetivo, mas é sabido também que ao alcançar os pontos necessários para a permanência,  algo mais pode ser almejado.

O próximo jogo é de suma importância para a Chapecoense, primeiro porque joga em casa, segundo porque o Santa Cruz apesar de estar liderando a tabela de classificação, tem os mesmos objetivos que a Chape.

Índio Guerreiro não se entrega sem lutar! 

@taijanaa 

Fórmula 1

Vôlei

Tênis