Campeonato Brasileiro

Copa do Brasil

WWE

Postagens Recentes

Estreia de Rogério Ceni como técnico + Florida Cup = casamento perfeito

16:42:00 Adicionar Comentários


No fim de 2016, o torcedor são-paulino já tinha duas certezas para 2017: que o time faria a pré temporada nos Estados Unidos disputando a Florida Cup e que Rogério Ceni - que hoje está fazendo 44 anos - tinha sido confirmado como técnico da equipe: para auxiliar Rogério a estrear como técnico, ele trouxe o inglês Michael Beale e o francês Charles Hembert, além de remanejar a própria comissão técnica tricolor, trazendo de Cotia Haroldo Lamounier - preparador de goleiros de Rogério Ceni por mais de dez anos - enquanto Carlos, ex-goleiro da seleção brasileira na Copa-86, voltou a trabalhar em Cotia.

Nos Estados Unidos, o time chegou no dia 4 de janeiro: Rogério Ceni inovou nos treinamentos e agendou dois jogos-treinos contra equipes locais, já que o tricolor estrearia somente no dia 19 pela Florida Cup. Na estreia contra o River Plate-ARG, já pela semifinal, viu-se como será o São Paulo do técnico Rogério: ofensivo, de toques rápidos, muita posse de bola, defesa alta e que literalmente, dificulta a vida do adversário - algo que em 2016, o time não chegou nem perto de fazer -.


Corinthians x São Paulo - Florida Cup
São Paulo campeão da Florida Cup contra o Corinthians (Foto: Divulgação/Florida Cup)


Depois de ter excelente primeiro tempo contra o River Plate-ARG, segundo tempo medonho e vencer nos pênaltis por 8x7, com duas defesas de Sidão, o São Paulo conheceu seu adversário: o Corinthians, que goleou o Vasco no dia anterior por 4x1.

O primeiro tempo do clássico paulista estava bom, até que o camisa 2 tricolor Bruno, deixou futebol de lado e já caído, chutou Marquinhos Gabriel, que revidou e segurou o pé do lateral tricolor: pronto, confusão armada e a turma do "deixa disso" entrou em campo e as expulsões sobraram para o atacante corintiano Kazim e o zagueiro são-paulino Maicon e o futebol, antes bonito, caiu muito de produção.

No segundo tempo, criação quase zero dos dois lados, pouquíssimas chances e os estreantes técnicos Fábio Carille do Corinthians e Rogério Ceni do São Paulo, aproveitaram para fazer algumas substituições pensando nos pênaltis: sim, Sidão, mesmo depois do que fez contra o River Plate, começou novamente na reserva e entrou no segundo tempo, tempo normal esgotado e o título da Florida Cup-2017 iria para os pênaltis e novamente Sidão foi o destaque: defendeu as cobranças de Felipe Bastos e Marciel, Araruna errou para o São Paulo, João Schmidt, Cícero e Júnior acertaram e Gilberto fez o gol do título: final 4x3! SÃO PÁULO CAMPEÃO!!! O grupo elegeu Lugano para erguer a taça de campeão resultando num casamento perfeito jogar a Florida Cup e ter o técnico estreante (e hoje aniversariante) Rogério Ceni comandando o São Paulo: que nosso técnico nos traga grandes alegrias!


Rumo à vitória, São Paulo!

Twitter: @ManoelRocha4  Soberano




Pós-Jogo: Jogo da Amizade: Chapecoense x Palmeiras

21:55:00 Adicionar Comentários
Este sábado, 21, foi um dia que ficará marcado para sempre na história do futebol mundial. O jogo amistoso - intitulado como jogo da amizade - envolvendo as equipes Chapecoense e Palmeiras será para sempre lembrado como a "partida do recomeço". 

Após 2 meses da tragédia na Colômbia, a Chapecoense jogou pela primeira vez. O adversário foi o atual campeão brasileiro: Palmeiras. O time paulista, além de ter sido o último adversário da Chapecoense antes da tragédia, é um dos times que mais vem ajudando a equipe catarinense a se reconstruir.


"Os valores envolvidos neste jogo são imensuráveis. Estamos aqui esticando os braços e oferecendo toda a ajuda à Chapecoense. Este é o nosso objetivo aqui. [...] O Palmeiras não vai medir esforços para poder reconstruir a Chapecoense", disse o presidente palmeirense, Mauricio Galiote.

Antes da partida, homenagens foram feitas às vítimas da tragédia. Familiares receberam as medalhas referente ao título da Copa Sul americana. Os sobreviventes também foram homenageados e levantaram a taça do campeonato conquistado.

Além disso, aos 26 minutos do 2° tempo, o árbitro da partida, Heber Roberto Lopes, paralisou a partida para os torcedores, jogadores e imprensa aplaudirem as vítimas da tragédia por 1 minuto. Foi o início de uma tradição, já que de hoje em diante, em todos os jogos da Chapecoense na Arena Condá, o jogo será paralisado aos 26 minutos do segundo tempo - 71 minutos se somados os 45 minutos do primeiro tempo, para fazer alusão aos números de mortos na queda do avião do time catarinense - para 1 minuto de aplauso.

CHAPECOENSE 2 X 2 PALMEIRAS

Neste jogo o resultado pouco importou, mas será o símbolo da continuação da história da nova Chapecoense. Apesar do empate, ambos os times se mostraram satisfeitos com o placar do jogo da amizade.

O estreante, Raphael Veiga, foi o primeiro a balançar as redes da Arena Condá. O jogador palmeirense recebeu o passe na entrada da área e chutou rasteiro, no canto direito, para abrir o placar. Apesar do gol ter sido do adversário, todos os torcedores aplaudiram jogadores palmeirenses, que retribuiram e aplaudiram o público.

Porém, aos 14 minutos, Douglas Grolli, criado nas categorias de base do time catarinense, aproveitou o cruzamento na área do Palmeiras e tratou de empatar a partida, para a emoção de todos que acompanhavam a partida.

Já no segundo tempo, logo aos dois minutos, o ex-palmeirense, Amaral, virou o jogo para a Chapecoense após tentar cabecear a bola, e acertá-la com o ombro. Mal deu tempo de Eduardo Baptista analisar as substituições feitas no intervalo.

Só que, aos 32 minutos Vitinho, revelação da base palmeirense, driblou dois jogadores da Chapecoense e chutou no ângulo para empatar a partida.

Por: Paulo Junior.

O início de uma era.

09:56:00 Adicionar Comentários
Nesta quinta-feira se iniciou uma nova era no São Paulo F.C, o M1to finalmente começou sua história como técnico do trimundial, e como era de se esperar, sua empreitada deu o que falar. Além do resultado positivo outros pontos importantes precisam serem ditos.
Imagem:Wikipedia.
Mais do que o resultado, que nessa fase de preparação é o menos importante, a estréia de Ceni apresentou uma esperança para o futuro da equipe tricolor. Com conceitos de jogo extremamente modernos, a equipe comandada pelo professor Ceni se mostrou intensa e compacta, como o futebol dos tempos atuais exige.

Rogério utiliza de métodos de técnicos consagrados e vanguardistas como Jorge Sampaoli e Claude Puel (técnico do Southampton- ING), são desde aquecimentos que estimulam o aprimoramento técnico e a relação interpessoal entre o elenco até ideias de ocupação de espaço em linhas de no máximo 40 metros.

Toda essa história de método pode parecer clichê ou balela por parte de alguns analistas, mas a grande verdade é que o  futebol evoluiu e Ceni traz essa evolução ao Maior do Mundo. O São Paulo sofreu bastante nos últimos anos com ideias retrógradas de jogo.

Em 2016 o tricolor apostou em Edgardo Bauza, técnico bastante vencedor porém de método de trabalho arcaico que se baseava muito na repetição e motivação emocional, o resultado ao longo do ano nos mostrou o que essa proposta deixa como legado e não é nada bom.

Hoje palavras como: jogo apoiado; modelo de jogo; fase ofensiva; fase defensiva, vão se tornar bastante comuns pelos lados da Barra Funda.
Imagem: Yahoo Esportes.
Rogério traz consigo  o seu espirito vencedor, sua obsessão pelo trabalho, mas mais importante, Ceni traz a modernidade e a nova essência do jogo para o São Paulo. Uma nova era mitológica se iniciou.

Bem vindo de volta, M1to.

Rodrigo Tederich
Siga-nos no Twitter: SPFC_VQTTV

Amistoso Alviverde - Pré-Jogo Palmeiras x Chape

07:50:00 Adicionar Comentários


Este sábado é dia de matar a saudade dos dois maiores alviverdes, às 16h30, na Arena Condá acontecerá o amistoso entre Palmeiras e Chapecoense, será a primeira partida da Chape após o acidente aéreo em Medellín que deixou 71 mortos (entre eles 19 jogadores e o técnico CaioJúnior), o ultimo jogo antes da tragédia também tinha sido contra o Verdão.

Toda a renda arrecadada com do jogo ficará com a Chapecoense, essa partida marca a reconstrução do time que agora está sob o comando do técnico Wagner Mancini. Também será a primeira partida do técnico Eduardo Baptista na temporada de 2017 e servirá para testar jogadores.

Edu Dracena, Vitor Hugo, Mina, Guerra, Michel Bastos, Moisés, Barrios, Rafael Marques e Willian não viajaram com o time, pois estão fazendo trabalhos físicos. Zé Roberto que seria titular foi cortado da lista de relacionados por indisposição gástrica.

Os laterais Maílton e Matheus Bahia, o zagueiro Vitão e o meia Vitinho das categorias de base foram relacionados.

O técnico Eduardo Baptista não fez mistério quanto a escalação e disse que pretende colocar um time em cada tempo, com exceção dos zagueiros. Dudu seguirá como capitão do Palmeiras.

A provável escalação inicial do Palmeiras é: Fernando Prass, Jean, Antônio Carlos, Thiago Martins e Egídio(no lugar do Zé Roberto), Felipe Melo, Róger Guedes, Tchê Tchê, Raphael Veiga, Dudu e Alecsandro.

23 jogadores foram relacionados:
Goleiros: Fernando Prass e Jailson
Laterais: Egídio, Fabiano, Jean, Maílton e Matheus Bahia
Zagueiros: Antônio Carlos, Thiago Martins e Vitão
Volantes: Arouca, Felipe Melo, Rodrigo, Thiago Santos e Tchê Tchê
Meias: Hyoran, Raphael Veiga e Vitinho
Atacantes: Alecsandro, Dudu, Erik, Keno e Róger Guedes

O jogo será transmitido em canais fechados (ESPN BR, SporTV e Fox Sports) e também em canal aberto (na RGT). O partida também contará com cobertura internacional, os jornais Le Monde (França), Marca (Espanha), Bild  e Deutsche Welle e Bild (Alemanha), além dos canais de TV CNN (EUA), Sunday Times e BBC (Inglaterra).

Às 15h30, antes do início da partida haverá homenagem aos familiares dos atletas que faleceram no acidente aéreo e os jogadores sobreviventes. As esposas deverão receber as medalhas que seriam entregues aos seus maridos pela conquista do título e depois a taça de Campeão da Sul-Americana será entregue aos jogadores sobreviventes. 

Apesar de ser um amistoso o jogo deverá ser marcado por fortes emoções, não só pela saudade que todos estavam do futebol, mas também por representar o retorno da querida Chapecoense que está eternizada em nossos corações.


AVANTI PALESTRA E VAMOS VAMOS CHAPE! 

Por: Marina Mariano 

Galo Tático #1: Uma análise da pré-temporada atleticana

22:30:00 Adicionar Comentários



FAAAAAAAAAALA, CAMbada !  

Saudades dessa pessoa chata que vos fala? kkkk  É um prazer estar inaugurando esta mais nova coluna do Galo VQTTV, o "Galo tático". Sim, faltou um pouco de criatividade pro nome, mas o que importa, vocês sabem, é a intenção.

Mais um início de temporada. Mais 365 dias de expectativas e esperanças para o torcedor atleticano. Apesar do elenco recheado de grandes jogadores, o 2016 atleticano, nos gramados, em termos de qualidade de futebol e organização tática, foi decepcionante. Dois treinadores assumiram a responsabilidade na temporada passada: Diego Aguirre no 1º semestre e Marcelo Oliveira no 2º. Nenhum dos dois treinadores conseguiram extrair desse elenco muito qualificado do Galo todo o potencial que possui. O Galo se viu às amarras de uma filosofia de futebol atrasada, engessada durante toda a temporada, pois nenhum dos dois treinadores, apesar de terem méritos em suas curtas passagens, tiveram a capacidade de fazer esse time do Atlético , que precisava urgentemente respirar o FUTEBOL MODERNO, render o esperado. 

Eis que o desafio se apresenta a um dos grandes treinadores da nova geração de técnicos no Brasil, estudiosa, aplicada, intensa, ávida por conquistas: Roger Machado. Roger Machado assumiu o Atlético com um objetivo primário: dar organização, intensidade, movimentação, padrão tático, vibração e alma a esse time combalido de 2016. Em suas mãos, estão um dos 5 melhores elencos do futebol brasileiro, com jogadores de imensa qualidade e renome no certame nacional, como Robinho, Fred, Lucas Pratto, Rafael Carioca, Felipe Santana, entre outros. Um elenco que ficou desequilibrado com a saída de dois importantes jogadores: Junior Urso e Leandro Donizete, mas que promete se reforçar em alto nível e cumprir a meta estabelecida por Roger Machado em sua primeira entrevista, uma equipe EQUILIBRADA nas suas ações ofensivas e defensivas.



Então vamos aqui relacionar os jogadores disponíveis pra essa Pré-Temporada:

Goleiros: Victor, Giovanni, Uilson, Cleiton

Zagueiros: Rodrigão, Felipe Santana, Gabriel, Leonardo Silva, Erazo, Jesiel

Laterais: Leonan, Danilo Barcelos, Fábio Santos, Marcos Rocha, Carlos Cesar, Patric, Eron

Meio Campistas: Rafael Carioca, Yago, Maicosuel, Lucas Cândido, Ralph, Carlos Eduardo, Cazares, Otero, Thalis

Atacantes: Fred, Lucas Pratto, Robinho, Luan, Rafael Moura, Clayton, Carlos, Hyuri



O Atual panorama do Galo para 2017


O Galo dispõe de um elenco recheado de opções ofensivas de imensa qualidade, com pelo menos 3 opções de qualidade para cada setor a partir da linha de meio campo. Na linha de meio campo, está também, a maior deficiência da equipe, especificamente de volantes. O Galo perdeu 2 jogadores nesta janela de transferências e ainda não anunciou o reforço de qualidade prometido para o setor, portanto deve contar, pelo menos neste início de trabalhos, visando os jogos do Campeonato Mineiro e da Primeira Liga, com Rafael Carioca como titular absoluto, atuando como 1º homem dessa linha de meio campo, responsável por ditar a dinâmica da equipe, organizando a saída de bola e a transição do meio campo. Lucas Cândido e Ralph, recém promovido da base após uma boa Florida Cup, são os postulantes á vaga de 2º homem de meio campo, responsável pela articulação do meio campo - ataque. Restando ainda uma vaga, Luan, Maicosuel e Otero ainda podem "quebrar um galho" como uma espécie de 3º volante, ou até mesmo, atuarem nas suas posições originais, como meia-atacantes, trabalhando na articulação e na criação atleticana. Lembrando que o Galo conta com a imensa qualidade criativa do quarteto Luan - Maicosuel - Cazares - Otero para dar qualidade á esse setor de meio campo atleticano.

Intocável mesmo é a linha defensiva, o maior problema a ser resolvido pelo professor Roger Machado nesse início de temporada. O Galo conta com 2 contratações para o setor: Felipe Santana, jogador de muita experiência e qualidade, ex-Schalke 04 e Borussia Dortmund, que deve assumir a titularidade nesse início de trabalho, e Danilo Barcelos, lateral esquerdo que se destacou no América MG, que também pode compor o meio campo em caso de necessidade. De início, Gabriel e Felipe Santana formam a dupla de zaga titular, sendo acompanhados, por talvez, os dois titulares incontestáveis da equipe: Marcos Rocha e Fábio Santos, um dos 5 melhores laterais direitos do futebol brasileiro e o melhor lateral esquerdo do Campeonato Brasileiro do ano passado, respectivamente. Os dois possuem duas boas sombras: Carlos César e Leonan, que podem dar conta do recado em caso de necessidade. O Galo também conta com boas opções para a zaga, como Rodrigão e Jesiel, a dupla que mais se destacou na Flórida Cup e Erazo, experiente, selecionável da seleção equatoriana.

Para o setor ofensivo, a demanda é muito menor ou inexiste, pela qualidade das peças e pelo bom momento que elas atravessam. Eu falo de Fred, Lucas Pratto, Robinho e Rafael Moura, que tiveram uma temporada de destaque em 2016. Robinho foi para muitos, o melhor jogador do futebol brasileiro em 2016; Fred foi o artilheiro do Campeonato Brasileiro, junto com Rafael Moura, que se destacou no sofrível time do rebaixado Figueirense, além de Lucas Pratto, o jogador mais valioso do elenco atleticano, que SEMPRE entra em pauta nas mesas de discussão, brilhando com a camisa do Galo e com a camisa da seleção Argentina. O Galo também conta com ótimos coadjuvantes, como Clayton, Hyuri, Carlos Eduardo e afins

Em suma, o Galo conta com um elenco muito qualificado, mas precisa se reforçar mais pontualmente. Com esses reforços, o Galo reúne totais condições de brigar por títulos nessa temporada.



O início dos trabalhos de Roger Machado e o que esperar do Galo


Roger Machado é um dos grandes valores da nova geração de técnicos que trouxeram ao futebol brasileiro uma oxigenação. Roger traz como sua "impressão digital", sua filosofia a valorização da posse de bola, o trabalho sem a posse, movimentação, compactação, aproximação, preenchimento de espaços, entrosamento, o que conseguiu com sucesso imprimir no Pentacampeão Grêmio. Nas 2 semanas de pré-temporada, vimos todas essas características serem colocadas em prática. Os jogadores do Atlético teceram muitos elogios á intensidade e a qualidade do trabalho de Roger nessa pré-temporada, inclusive, dizendo-se surpresos, pois nunca haviam feito um trabalho tão bom nessa fase do ano. Roger priorizou o equilíbrio das ações ofensivas e defensivas, procurando exigir mais dos jogadores a parte tática, que foi considerado o maior problema do conjunto atleticano em 2016. Diariamente o Galo trabalha com Roger a modernização do seu futebol, e isso vem deixado feliz a torcida e satisfeitos os dirigentes do clube, que concentram todos os seus esforços em fechar esse elenco com 2 ou 3 contratações de nível para dar a Roger mais opções para reforçar essa equipe. 


 


Gravações retiradas da @TVGalo


Muitas formações táticas foram testadas ao longo desse período. Luan e Maicosuel foram testados como volantes, uma formação com a trinca Robinho-Pratto-Fred também foi testada, algumas variações de formações foram feitas ao longo dos treinamentos táticos, e se chegou a esse provável time que poderá atuar amanhã, no jogo treino contra o Guarani de Divinópolis, as 17:00:






Como se observa no exemplo de plano tático acima, o Galo poderia iniciar no 4-2-3-1, esquema bastante utilizado no futebol moderno, com variações para o 4-2-1-3 ou 4-4-2, constituindo duas linhas de 4 jogadores após a intermediária, no seu campo defensivo, para diminuir os espaços do adversário, ou fazer uma linha de 5 homens na intermediária, para marcar por zonas de campo, o que o Roger costumeiramente fazia enquanto treinava o Grêmio, com 3 "médios-apoiadores", um homem de criação e um falso 9, que fazia a recomposição dessa linha. Ofensivamente, o Galo poderia se utilizar da qualidade na troca de passes, valorizando a posse de bola e imprimindo movimentação e intensidade nas partidas, procurando criar tão eficientemente quanto conclui. Apesar do fator ofensivo não ter sido necessariamente o problema da equipe, o setor ofensivo também careceu de organização e nisso, a equipe precisa melhorar. O que se espera do Galo, além dessa aplicação tática, é uma recomposição de mais velocidade, mas isso depende exclusivamente da melhora do entrosamento dos jogadores. O fator positivo para isso é que houve uma manutenção do elenco do ano passado, saindo poucas peças, o que poderia ajudar o Galo a obter um rendimento satisfatório da maneira mais breve possível.

Para o jogo treino do dia 21/01, espera-se uma equipe que consiga demonstrar uma evolução desses ótimos treinamentos empregados pelo professor Roger, mais vibrante, mais organizada, mais aplicada taticamente, mais bem distribuída, mais consciente em suas ações ofensivas e defensivas. O Galo produziu de forma excelente no ataque, foi o melhor ataque do futebol brasileiro, superando a marca de 110 gols, mas precisa de EQUILÍBRIO. Isso é o que podemos esperar do Galo versão 2017.




Considerações


Para os dois primeiros oficiais da temporada, contra o América TO, dia 28/01 e o super clássico contra o Cruzeiro, dia 01/02, espera-se que Roger possa preferir jogadores que estejam em melhor momento físico, ou fazer o rodízio, tão temido pelo torcedor brasileiro, para ciclar e dar ritmo aos jogadores nesse início de temporada. Mais do que nunca, o Atlético vai necessitar do equilíbrio físico e técnico dos seus jogadores, pois serão disputadas 5 competições, sendo a principal delas, a Copa COMMEBOL Libertadores Bridgestone, totalmente reformulada, sendo disputada durante toda a temporada. A Libertadores tem início nesta segunda feira, com a 1ª fase, tendo 3 fases em sequência e apenas em Março, tendo o início da fase de grupos, que durará até julho; Haverão duas pausas entre as fases da Copa, assim, terminando apenas em novembro. Os clubes que irão disputar a Libertadores terão um grande desafio, pois chegarão a disputar 3 competições de forma simultâneas, sendo, além da Libertadores, a Copa Continental do Brasil e o Campeonato Chevrolet Brasileiro.

A expectativa da torcida, apesar do 2016 decepcionante, é alta, pois o elenco é forte, conta com um treinador considerado moderno, uma das referências dessa nova geração de técnicos e também conta com um grande reforço no extra campo: O retorno de Eduardo Maluf, o diretor de futebol atleticano que foi um dos grandes responsáveis por talvez, o melhor momento da história do Clube Atlético Mineiro, que conquistou em sua gestão de futebol, 7 títulos, sendo eles: 1 Copa Libertadores, 1 Recopa Sul Americana, 1 Copa do Brasil, 4 Campeonatos Mineiros, além da Flórida Cup. Maluf recentemente venceu a batalha contra um câncer gástrico e voltou com toda a energia para levar o Galo á grandes conquistas. Já era hora, mestre Maluf, você fez MUITA FALTA á esse Galo.


Esse foi o primeiro quadro "Galo tático", lembrando que esse quadro sairá sempre ás SEGUNDAS FEIRAS, e quando houver jogos Quarta e Domingo, aqs SEGUNDAS E SEXTAS, analisando o desempenho de nossos heróis alvinegros. Conto com a satisfação de vocês e até a próxima!





#UNIDOSSOMOSFORTES #TODOSPORUMIDEAL #EUACREDITO #AQUIÉGALO #NÃOÉMILAGREÉATLETICOMINEIRO #VAIPRACIMADELESGALO 




Me sigam lá no Twitter, galera: @lsilveiralg 

Prévia de Falcons vs Packers

Prévia de Falcons vs Packers

21:20:00 Adicionar Comentários
 Imagem relacionada
  
  Depois de irem a Dallas e conseguirem uma vitória no Divisional Round por 34 a 31 contra os Cowboys , Green Bay Packers tem pela frente o Atlanta Falcons em Atlanta, que venceram os Seahawks em casa por 36 a 20. O confronto vale a conferência nacional (NFC) e uma passagem para o Super Bowl 51 no dia 5 de fevereiro, em Houston, Texas.
   Imagem relacionada

  O ataque dos Packers é liderado pelo QB Aaron Rodgers, que ao longo do anos vem fazendo temporadas fantásticas. Teve 401 passes completados de  610 tentados em toda a temporada regular, 4428 jardas e  40 TDs, líder nessa marca. Esse ataque pode encontrar dificuldade em estabelecer o jogo terrestre  pela baixa produtividade de seus RBs Christiane Michael e e Ty Montgomery. Porém , tem sido uma potência pelo ar, com as jogadas saindo do Pocket e  no improviso de seu QB e tem grandes WRs, embora talvez  seu melhor alvo lesionado, Jordy Nelson. Tem no seus elenco Davante Adams com quase 1000 jardas recebidas e 12 TDs  e Randall Cobb , autor de 3 na partida da semana passada contra os Giants, quando esse ataque somou 38 pontos. Um bom alvo é o TE Jared Cook, autor da recepção mágica contra os Cowboys. 
  
  Chaves para a vitória: A linha ofensiva proteger Aaron Rodgers e dar-lhe tempo no Pocket para achar seus recebedores, os Wide Receivers correrem rotas cruzando o campo e profundas, causando separação na secundária adversária e não desistir de usar o jogo terrestre durante a partida
  
Resultado de imagem para falcons defense  vs packers

  A defesa dos Falcons é a 17° contra corridas  e talvez não tenha  dificuldade para parar o jogo terrestre do rival. Liderado pelo Líder em Sacks na temporada regular, Vic Beasley, com 15,5, tem a missão de pressionar  pressionar Aaron Rodgers, conseguindo muitos Sacks, passes imprecisos  e até Fumbles cometidos pelo QB rival. O ponto a ser trabalhado e que será usado pelo Packers é sua fraca secundária, 5° pior no jogo aéreo e permitir ao ataque dos Packers apenas 20 pontos 

  Chaves para a vitória: Pressionar Aaron Rodgers, Forçar Turnovers e não ceder acima de 300 jardas aéreas. 
 Imagem relacionada

  O ataque dos Falcons é liderado pelo candidato a MVP Matt Ryan. que passou para 4944 jardas e 38 TDs durante a temporada regular e lidera-o a uma  média de 30 pontos jogando em sua casa. Seu principal alvo é Julio Jones, que conseguiu 1,409 jardas em 83 recepções  e 6 TDs na temporada regular e é peça fundamental nesse ataque. Porém esse ataque ainda conta com Gabriel e Sanu como alvos. Distribuir o jogo tem sido algo que deixa as secundárias adversárias confusas em quem será alvo de Ryan. Ainda conta com Devonta Freeman , que passou das 1000 jardas corrida na temporada regular e fez 11 Tds.
  Chaves para a vitória: Distribuir a bola para vários alvos como vem fazendo em toda a temporada, ter êxito  nas carregadas pelo chão e pontuar na média dos 30 pontos no jogo.
 Resultado de imagem para falcons defense  vs packers

  A defesa  dos Packers é a 8° melhor em parar o jogo corrido dos rivais e  precisa estar atenta  para  evitar os avanços dos Falcons pelo chão, impedindo esses ganhos consideráveis. Assim, forçando Ryan a  tomar decisões precipitadas em seus passes, forçando erros e Interceptações. O ponto preocupante para seus torcedores é não conseguir conter as corridas de Freeman e sua fraquíssima secundária ceder grandes jardas e ser dominada pelo rival. Para prevalecer, precisa também de um Pass Rush  liderado pelos OLBs Clay Matthews, Julius Peppers  e Nick Perry, que somam 23,5 Sacks em toda a temporada e pode incomodar e atrapalhar as decisões de Ryan, sem estar cônomo no Pocket e impedir que os recebedores consigam a separação em suas rotas.
  
  Chaves para o vitória: Impedir que os recebedores consigam separação em suas rotas, pressionar Matt Ryan e forçar o ataque a ser unidimensional, ou seja , usar apenas o jogo aéreo.

ÃO ÃO ÃO, Dudu e 'Torugo' na seleção!

19:47:00 Adicionar Comentários

Palmeiras, atual campeão brasileiro,cederá dois atletas para a seleção brasileira, nesta próxima quarta-feira.O atacante Dudu, destaque do verdão desde a temporada retrasada, e o zagueiro Vítor Hugo, foram convocados por Tite e irão representar o Palmeiras.
Os dois foram informados pela assessoria do time durante o treino e comemoraram com os companheiros de equipe.

"Estaremos com um dos melhores treinadores do Brasil. Temos que observar muito, fazer o que ele pede, que a gente vai pegar uma experiência boa agora na Seleção. E também temos que fazer o que estamos fazendo no Palmeiras. A gente não tem que mudar nada. Temos que ir lá e fazer o melhor, para que essa seja a primeira de muitas com o Tite”, destacou o Dudu durante a coletiva desta quinta-feira.

Apesar da felicidade pela sua convocação Dudu destacou que outros jogadores do time poderiam estar na lista. Para torcida alviverde é um orgulho imenso essa convocação, afinal é a definição da "Defesa que ninguém passa.Linha atacante de raça" , de um conjunto todo que conquistou o campeonato brasileiro de 2016.

"Não deixaram nem eu tomar banho (risos). Estou feliz demais. Agradecer a Deus, meus companheiros, meus familiares, ao Tite, que me chamou pela primeira vez. A gente nunca esquece. O frio na barriga já começou, e o jogo é só na quarta-feira. Nosso grupo é muito unido. Todo mundo feliz. Meio que não acreditei. Não sabia se sorria, se chorava, se corria, se ficava quieto."- disse o Zagueiro Vitor Hugo que igual a torcida teve uma mistura de emoções ao saber da notícia.

Os dois foram essenciais para a reconstrução do Verdão, chegaram na mesma temporada e conquistaram dois títulos pelo time.
E independente do resultado do amistoso e quem vai ser ou não titular a torcida que canta e vibra comemora em ter um pedacinho do Palmeiras na seleção,e o que resta é esperar até quarta para torcer. Pois ter jogadores do verdão vestindo a amarelinha sempre dá um pouco de sorte.

por: Bia Maffeis

Foto: Reprodução/Twitter

Análise sobre o jogo-treino do Verdão!

20:09:00 Adicionar Comentários

Hello hello torcida mais linda do mundo!! Hoje tivemos jogo- treino no nosso centro de treinamento, contra o União Barbarense. O jogo foi dividido em três tempos de 35 minutos cada, com três times diferentes da equipe do Palmeiras.

O time do primeiro tempo foi formado pelos seguintes jogadores: Prass, Jean, Antônio Carlos, Thiago Matins e Zé, Felipe Melo; Guedes, Tchê Tchê, Michel, Dudu; Alecsandro. O Palmeiras se posicionou no 4-1-4-1 deixando o Felipe Melo mais recuado. Na primeira tentativa de ataque do União Barberense, Felipe Melo surge com um carrinho por trás, na bola e manda a bola longe (o ousado chegou). Nosso amado Fernando Prass, acaba sem querer errando o tiro de meta e deixa o atacante do rival livre, mas como estamos falando do Fernando Prass, ele logo concertou com uma defesaça, e a bola em seguida bateu na trave. O primeiro gol logo saiu, Jean bateu o escanteio e o zagueiro marcou contra (xiiii) por pouco o Felipe Melo não empurra a bola pro gol. Alguns minutos depois tivemos uma jogada coletiva espetacular do Palmeiras, arrancada de Thiago Martins, Dudu, virada de jogo, Guedes e chute de Michel Bastos (que elenco meus amigos). Nosso ousado era a voz mais ouvida dentro de campo, sempre atento e orientando os companheiros.

O time do segundo tempo foi formado assim: Jailson, Fabiano, Edu Dracena, Vítor Hugo e Egidio; Arouca; Erik, Vitinho, Veiga e Keno; Barrios. Início de bola rolando no segundo tempo e adivinhem só? Gol do Palmeiras, Vitinho dá um belo passe para Fabiano, que cruza na cabeça do Keno e marca mais um gol (2 x 0) . Enquanto a bola continua rolando, o Palmeiras repete a jogada do segundo gol. Desta vez Raphael Veiga é quem aciona o Fabiano. Ele cruza para o Erik que acaba mandando pra fora. Mas esse gol perdido logo foi recuperado, Fabiano cruza para Keno, ele domina a bola, deixa os marcadores no chão e marca um golaço! Nosso jovem Vitinho foi destaque no segundo tempo, deu uma caneta ESPETACULAR de costas, vale a pena ver e rever esse lance quantas vezes forem necessárias, foi lindo! 

E o time do terceiro tempo veio com: Vinicius, Mailton (sub-20), Vitão (sub-20), Augusto (sub-20) e Matheus Bahia (sub-20); Thiago Santos; Bernardo (sub-17), Rodrigo, Léo Passos (sub-20) e Hyoran; Willian 'Bigode'. O quarto gol logo saiu, Bernardo recebe a bola livre, domina e chuta cruzado. Minutos depois quaaaase sai o quinto gol: Willian recebe a bola de Léo Passos e para no goleiro. No rebote Hyoran bate pra fora (por pouco). Nesse terceiro tempo Hyoran é o destaque da partida, junto com Léo Passos que também fez boas jogadas durante o treino. Fim do terceiro tempo, 4 x 0, um gol contra, dois do matador Keno e um de Bernardo jovem do sub-17.

Moisés, Rafael Marques, Guerra e Mina fizeram trabalho separado com bola no gramado ao lado de onde o treino ocorria. O Moisés trabalha mais a parte física até o momento. Ele retirou os pinos do pé no final do ano passado e esta em recuperação. Rafael Marques sentiu a coxa esquerda a dois dias e por isso está também trabalhando mais a parte física. Guerra e Mina também trabalham para reforçar a parte física.

E esse foi o resumo do treino de hoje, espero que tenham gostado!

por: Sabrina Neri


Foto: Reprodução/Instagram - Kenno_27

Como tudo começou?

19:57:00 Adicionar Comentários

Hoje eu escrevo pela primeira vez, para o VAI QUE TÔ TE VENDO, e confesso estar nervosa. Pensei em mil coisas para postar aqui. Escrevi, apaguei, escrevi, apaguei, escrevi de novo e repeti esses movimentos por diversas vezes. Então decidi que a melhor forma de começar, poderia ser contando um pouquinho da minha história com o Palmeiras. Estão prontos? Então vamos lá.

Há um tempo atrás quando eu ainda era criança, não havia tv a cabo na minha casa, e eu e meu pai não perdíamos um jogo do Palmeiras. Então lembro-me que por diversas vezes, ficávamos dentro do carro ouvindo os jogos no rádio, e às vezes até dávamos voltas no quarteirão para ouvir o jogo quando não era televisionado. Íamos para bares ou quaisquer lanchonetes que passassem o jogo. Até que meu pai comprou um radinho, e sentávamos na cozinha para ouvir o jogo. Algumas vezes, enquanto ele arrumava a janta, nós ficávamos atentos ao rádio para ouvir a narração do jogo do nosso tão amado Palmeiras. Saia um gol e a bagunça era certa. Uma gritaria, abraços junto com pulos de felicidade e uma euforia de outro mundo. Ficávamos tentando imaginar a cena, o lance do gol, da falta, do cartão e tudo o que os narradores falavam durante o jogo.

Até que finalmente fomos no então Palestra Itália eu pela primeira vez, e meu pai..., bom, meu pai já era um velho conhecido de lá. Lembro vagamente algumas coisas, mas outras lembro muito bem. Havia sido um presente de aniversário, junto com a camiseta verde limão e uma miniatura do mascote que guardo até hoje comigo. A mesma emoção que eu sinto hoje pisando no Allianz Parque, foi a emoção que eu senti ao pisar pela primeira vez no Palestra Itália. Um toco de gente, mal tinha tamanho e lá estava gritando, xingando o juiz e acredita que até cornetando o time? Pois é, nasci exigente até demais.

Eu não escolhi ser Palmeirense. Eu NASCI Palmeirense, desde o ventre da minha mãe meu coração já pulsava verde e branco e meu pai me ajudou a trilhar os caminhos para descobrir ainda mais a intensidade desse amor, dessa paixão e dessa admiração. Hoje ele me soltou para que agora, sozinha, eu descubra ainda mais mil e um motivos para amar tanto algo como eu amo a Sociedade Esportiva Palmeiras. Obrigada vida por me dar a honra de nascer Palmeirense. Obrigado Pai, por me ajudar a trilhar esse caminho tão lindo e marcante. Muito obrigado Sociedade Esportiva Palmeiras por existir, e por ter esse seu dom de colorir a minha vida de verde e branco.

"O verde, branco e vermelho é a cor do meu vício. Todo o amor que eu sinto por ti, eu vou passar pros meus filhos"

por: Sabrina Neri

Foto: Reprodução/FotoArena

Ousadia e... Felipe Melo alegria!

13:31:00 Adicionar Comentários

O ousado e agora palmeirense, Felipe Melo, foi apresentado na tarde desta terça-feira (17), na sala de imprensa da Academia de Futebol do Palmeiras. O atleta de 33 anos foi franco, e expôs a verdade nua e crua, na cara de todos. Algo raro no futebol

Questionado sobre sua agressividade, o novo camisa 30 do Verdão não titubiou e respondeu de forma direta:

"Vi muitos programas que, em vez de passar lances legais, mostravam expulsões de 2010. Ninguém mostrou o passe do Felipe Melo para o Robinho (na Seleção), o título pelo Fenerbahce, os momentos bons. Deixaram para o torcedor do Palmeiras lembrar dos momentos legais, que o Felipe Melo não é só porrada, é técnica, também. Se tiver que dar porrada, vou dar porrada. Se tiver que jogar no Uruguai e dar tapa na cara de uruguaio, eu vou dar. Lógico que com responsabilidade, porque não quero deixar o time com menos um."

Ainda incomodado com as alfinetas de volante-brucutu-descontrolado, dadas por parte da imprensa, FM30 afirmou:

"Acho que essa situação foi criada por vocês da imprensa, de que o Felipe Melo é maldoso, expulso todo jogo. Se não me engano minha média de cartões amarelos é menor que a do Gabriel Jesus no Palmeiras, se não me engano tomo menos vermelhos do que o Fernandinho da Seleção Brasileira - acrescentou. Elogiado pelo diretor de futebol Alexandre Mattos, o reforço retribuiu ao exaltar a forma como o Verdão negociou com ele. A postura da diretoria alviverde o motivou a escolher o atual campeão brasileiro em vez do São Paulo, a outra equipe que o procurou no fim da temporada passada. - Eu, graças a Deus, por onde passei me adaptei muito rápido. Estou voltando para minha Pátria Amada Palmeiras. É minha casa, não tem jeito. A gente veste verde, fala porco. Me sinto em casa. O Mattos falou uma situação muito importante: vão chegar momentos de adversidade e a gente tem que estar preparado."

Ao citar sobre outros clubes, Melo foi bem transparente, e cornetou (com razão), um dirigente do time do 'Chorinho sem hepta':

"Fui procurado pelo São Paulo. Agradeço pelo tratamento profissional do Marco Aurélio Cunha, e pelo seu respeito. Mas a forma como o Palmeiras negociou comigo, foi muito profissional. Estou acostumado a trabalhar com profissionais, e como a negociação ocorreu, com sigilo e sem deixar vaza nada, foi o que ajudou. Aproveitando, vou falar apenas uma vez sobre sobre Flamengo. Que me fez uma sondagem apenas uma vez, numa época em que eu não poderia sair. E foi só. Nada de oferta concreta, ou salário de R$1.000.000,00. Teve até um vice presidente que ... perdão pelo termo, me chamou de puta. Ele é um comediante, mas dirigente de futebol, ele não pode ser.

Felipe ainda salientou sobre. a grandeza do Palmeiras, e deixou claro que agora, ele lutará com unhas e dentes, pelo Palmeiras:

"Hoje o clube que bota comida na mesa da minha casa, é o Palmeiras. Sou Flamenguista, mas o clube que irei lutar, dar a vida, chorar, rir, comemorar, é o Palmeiras. Minha seleção é o Palmeiras. Volto para meu país pois minha pátria é o Brasil, e defendo a pátria amada Palmeiras. Estou no clube com grande história, num elenco que fez história. Quero fazer minha história aqui. E estou no clube a ser batido no Brasil.

Isso foi uma amostra do que virá pela frente. Tudo indica que com cabeça no lugar, Felipe será um dos pilares, para o Palmeiras seguir na toada aguerrida e vencedora, em 2017.

*Foto: Reprodução/ Facebook Sociedade Esportiva Palmeiras

por: Leonardo Bueno

Fórmula 1

Entrevistas

Coluna do Ricci