Entre em contato conosco

Champions

Alphonso Davies: de refugiado a campeão da Champions

Published

em

O jogador que nasceu em um campo de refugiados na região costeira de Gana conquistou a taça mais cobiçada da Europa com apenas 19 anos

Compartilhe esta publicação

O Bayern de Munique se consagrou como o melhor time europeu pela sexta vez em um jogo final que teve como jogador decisivo o francês Coman, que marcou o único gol da partida e adiou o sonho do Paris Saint Germain, garantindo o título aos Gigantes da Baviera. O clube alemão, no entanto, se destacou ao longo da competição devido à qualidade de muitos nomes que passaram a se integrar ao elenco mais recentemente como o jovem lateral Davies cuja jornada é digna de muitas vitórias. O jogador que foi naturalizado canadense em 2017 passou por um drama infelizmente comum nos dias de hoje, o dos incontáveis refugiados que precisam migrar seja pela guerra, pela fome, pelas perseguições e outras precárias condições de vida.

Em 1999, após ser declarada a Segunda Guerra Civil na Libéria, mais de 450.000 pessoas precisaram buscar abrigo. Os pais de um dos destaques atuais do Bayern de Munique conseguiram apoio em um campo de refugiados montado pela ONU em Gana, onde em novembro de 2000 nasceu Davies. Por cinco anos, a família continuou a enfrentar obstáculos devido à moradia provisória e insegura até que em 2006 através de um programa de reassentamento e integração para refugiados conseguiram se mudar para o Canadá. Lá o lateral esquerdo daria início a sua trajetória no futebol por meio de um programa social que buscava incluir crianças pelo esporte, o que transformaria sua vida em pouco tempo.

Em um intervalo de menos de 15 anos, o então garoto refugiado passou a jogar em um dos melhores times do mundo expressando seu talento que foi fundamental para a campanha perfeita do Bayern. Isso porque, em um dos jogos mais emblemáticos da competição com a goleada do time alemão sobre o Barcelona por 8 a 2, o lateral esquerdo mostrou como valeu a pena sua contratação que foi feita em 2018,  quando foi escolhido como o jogador canadense do ano após muitas conquistas na MSL, principal liga de futebol americana que conta com equipes canadenses. “Eu sou muito grato aos meus pais. A vida não era fácil lá atrás, mas eles me levaram para um país seguro”, relatou Davies ao chegar ao Bayern.

Confira o video

 

É frequente ainda que esses jovens que sonharam um dia chegar onde estão já viam jogadores com os quais duelam hoje em dia como ídolos. No caso do canadense não foi diferente e na partida em que goleou o Barcelona, Davies relatou ter pedido a camisa de Messi, mas não foi correspondido. “Eu pedi [a camisa] para o Messi, mas acho que ele estava chateado (e não deu). Tomara que consiga da próxima vez”.

De fato, tem se tornado cada vez mais comum no futebol e em outros esportes trajetórias como a de Alphonso Davies, já que é um retrato da realidade atual e de problemas passados já superados por alguns, entretanto, que perpetuam até os dias de hoje. Jornadas que com muitas dificuldades mas com algumas poucas oportunidades podem ser transformadas para melhor como foi o caso do jogador que contou com o esporte e o programa de integração na época do Canadá, que propiciou a mudança de vida para a família do lateral-esquerdo. Uma lição que pode servir inclusive para muitos países europeus que vem tendo uma política cada vez mais repressiva contra os refugiados nos últimos anos, quando conflitos no Oriente Médio ascenderam o número de pessoas buscando por abrigo no continente. Exaltar o caminho que Davies percorreu até as conquistas que vem tendo hoje seria ainda de maior valor se ações reais como a do Canadá passassem a acompanhar o discurso de superação sobre a história do jovem, para que no futuro haja mais exemplos como ele.

Alphonso

“Essa é para todo mundo que está perseguindo seus sonhos agora. Se inspirem em mim e não desistam. Pode parecer impossível agora, mas continue trabalhando”, escreveu o jogador após a conquista da Liga dos Campeões.

Compartilhe esta publicação
Continuar Lendo
1 Comentário

1 Comentário

  1. Pingback: Vai Que To Te Vendo - Vai Que To Te Vendo - Futebol Internacional

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *