Entre em contato conosco

Copa do Brasil

Mais sorte do que juízo

Published

em

Em noite de pouquissima inspiração e alguma transpiração o tricolor se classifica. Mas outra vez não convence.

Compartilhe esta publicação

Na noite desta quinta feira (05), o tricolor entrou em campo. Pelas oitavas de final da copa do Brasil. Na partida de ida o Grêmio já havia vencido o juventude pelo placar mínimo. Com gol de Isaque, na arena.

Noite passada as equipes se enfrentaram em Caxias do Sul. No estádio Alfredo Jaconi. O Juventude teve duas baixas em sua escalação titular antes da partida em decorrência do covid19, Capixaba e Renato cajá ficaram de fora pela equipe da Serra.

Primeira etapa

O jogo teve um início truncado, os times brigavam pela bola e pouco conseguiam criar. Por volta de 15 minutos da primeira etapa o Juventude se ajusta e começa a dominar as ações do meio campo. O Grêmio fazia péssima partida. O time parecia perdido dentro de campo, Maicon e Isaque poucas vezes tocaram a bola.
Vitor Ferraz e Bruno Cortez foram muito mal no jogo. Raras vezes conseguiram apoiar em jogadas pela beirada, e na defesa eram inseguros e lentos. Na imensa maioria das jogadas do adversário pelo lado, quem vencia os combates e principalmente fazia uma melhor marcação eram os garotos Pepe e Ferreira. Aliás talvez a única coisa de positivo no primeiro tempo do Grêmio foram os garotos.

Grêmio desencontrado no primeiro tempo

O jogo se arrastou até 30 minutos de bola rolando sem grandes acontecimentos, o Juventude tentava jogar e o tricolor fez meia hora de nada. Até que o capitão Maicon sentiu a coxa esquerda e foi substituído por Lucas Silva a partida segue morna e somente aos 42 da etapa inicial o Grêmio cria uma chance em roubada de bola de Pepe, Diego Souza tenta a tabela mas a bola para na boa defesa de Carné, 2 minutos depois, Pepe recebe bola cruzada por Vitor Ferraz e finaliza e mais uma vez o goleiro adversário aparece bem.
Péssima primeira etapa do Grêmio, jogo duro de ver… A equipe toda desencontrada no campo, jogando mal em todos os setores, de positivo apenas Pepe e Ferreira.

Etapa Complementar

O segundo tempo inicia com uma boa jogada de Ferreira, ele entorta seu marcador e cruza, mas a bola passa muito fechada e sai pela linha de fundo.
A partir de então, só o time da casa joga! Com 4 minutos Neto recebe uma bola invadindo a área pelo lado e chuta forte obrigando Vanderlei a praticar boa defesa, em seguida o lateral direito Igor finaliza no poste de longe e quase sem ângulo assustando o goleiro gremista. Aos 15 mais uma vez Neto, chuta de longe e a bola passa por sobre a meta.
A quase 20 da etapa complementar Rafael Silva sobe de cabeça e quase faz o gol, Vanderlei só olha a bola sair, só o Juventude joga até o momento, nos números o time da serra tinha 61% de posse enquanto o tricolor tinha 39%.

 

Jean Pyerre nos presenteia com um pouco de FUTEBOL

Eis que acontece o impensável. Gol do Grêmio! Aos 24 minutos numa jogada de linha de fundo, Diego Souza faz o cruzamento e Thaciano completa de cabeça, na primeira e até então única jogada do Grêmio de ataque do segundo tempo.
A partir do gol, mas principalmente, a partir da entrada em campo de Jean Pyerre o Grêmio começa a praticar algo que se parece um pouco com futebol, toques de bola precisos, alguns passes curtos e rápidos a diferença primordial que o camisa 21 deu a equipe de Renato, bola nos pés. Quando o guri entrou o Grêmio pôs a bola no chão e conseguiu ser um pouco mais que um amontoado de homens em campo.
Logo depois do gol, Pepe pifa Jean Pyerre que finaliza em cima de Carné, na sobra Diego Souza bate e mais uma vez o goleirao do Ju salva. Jean Pyerre coloca os dois pés do time no chão e agora a equipe encontrou alguma lucidez.

 

Boa jogada de Marciel em cima de Vitor Ferraz, obriga mais uma grande defesa de Vanderlei.
Mateus Henrique sai a 40 do segundo tempo, e fez hora extra em campo.
42 minutos e o primeiro lampejo de futebol de toda partida acontece, Jp estica pra Churin e Carné sai pra afastar
E no final do jogo, a segunda coisa que nos mostrou futebol nesta noite, Pepe da drible de corpo desconcertante ( ala Pelé ) e sofre a falta.
O árbitro apita sem que haja a cobrança da falta e com o mesmo placar da partida de ida o Grêmio se classifica as quartas da copa do Brasil.

 

FICHA TÉCNICA:

Data e hora: 05/11/2020 (quinta-feira), às 21h30 (de Brasília)

Local: estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS)

Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RS) Auxiliares: Michael Correia (RJ) e Luiz Claudio Regazone (RJ)

VAR: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)

Cartões amarelos: Dalberto (JUV); Isaque (GRE)

Gol: Thaciano, aos 24 minutos do segundo tempo (GRE)

JUVENTUDE: Marcelo Carné; Igor, Wellington, Nery Bareiro e Eltinho; João Paulo (Jonatan Belusso), Gustavo Bochecha, Rafael Silva, Neto e Breno Lopes; Dalberto (Marciel) Técnico: Pintado

GRÊMIO: Vanderlei; Victor Ferraz, Geromel, Kannemann e Cortez; Maicon (Lucas Silva), Matheus Henrique (Everton), Ferreira (Jean Pyerre), Isaque (Thaciano), Pepê e Diego Souza. Técnico: Renato Gaúcho

 

Os mesmos problemas assombram o tricolor

Mais um jogo de muito baixo rendimento dos comandados de Renato. O torcedor sofreu quase que todos os 90 minutos do jogo. O time nada fez. Não se via ideia tática. A marcação quase inexistente e quando havia era frouxa! O time espaçado e sem acerto. Com a bola nos pés nenhuma criatividade! Toques de lado e uma apatia sem tamanho… Talvez, está pode ter sido a pior apresentação do Grêmio em 2020. E olha que foram algumas muito ruins. O Juventude caiu de pé e segue firme na série B buscando uma vaga na elite do futebol nacional no ano que vem.

Compartilhe esta publicação
Continuar Lendo
Clique para Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *