Entre em contato conosco

Basquete

The KING – Terceira parte

Published

em

o terceiro e último texto da série, trás o campeonato mais recente de LBJ! O quarto anel do rei e a pergunta é… Onde James vai parar?

Compartilhe esta publicação

Chegada ao LA Lakers

 

Depois de entregar a cidade de Cleveland e seu estado Ohio, o primeiro titulo da NBA. Lebron jogou por mais duas temporadas nos Cavs, mantendo seu amplo domínio na conferência leste sendo líder na temporada regular e indo a duas finais mas sem vencer outro título. Foi então que o King resolveu mudar de ares e de conferência! Lebron James levou seus talentos a uma das maiores e mais históricas franquias da NBA. O rei se tornou um laker!

Porém sua primeira temporada não foi bem como os torcedores dos Lakers esperavam. Em seu 1º ano na equipe Angelina, com um elenco recheado de jovens promissores, e o maior jogador da liga na atualidade, a esperança era voltar a figurar em uma pós temporada – coisa que não acontecia desde 2013 -. Porém não foi o que aconteceu. O time ia bem na temporada 18/19 até a rodada de natal, esteve presente entre os 8 classificados. Foi naquela partida diante dos Warriors, que James sofreu a lesão mais grave da sua carreira que o deixou de fora de 17 partidas.

Lesão, Frustração e primeira temporada ruim

 

A saída do King e a falta de confiança dos jovens jogadores fez com que o time caísse para além da zona dos classificados e ficasse de fora dos playoffs pelo 7º ano consecutivo. Isso fez com que o Lakers agisse, tentando a vinda de Anthony Davis – que já havia declarado seu descontentamento em NOLA – aparentemente tanto Davis quanto James sabiam da possível (certa) trade. Afinal o principal jogador do New Orleans Pelicans tinha contrato até 2020 com sua equipe e só poderia sair mediante a alguma troca.

Anthony Davis?

 

E esta foi a maior polemica que envolveu o primeiro ano de Lebron em LA, quando o atleta já havia inclusive retornado da sua lesão, em um game contra o Indiana Pacers, quando Brandom Ingram ia para bater dois lances livres o ginásio adversário gritava para o garoto “LeBron’s gonna trade you” o clima não era dos melhores e o desempenho também não. E o final da temporada foi um desastre completo.

Em meio a todos estes fatores veja alguns dos números assustadores deste lakers, 33,4% de aproveitamento nos chutes de 3 (29ª posição da NBA); 15.6 desperdícios/turnovers (2ª posição da NBA); 107.4 eficiência ofensiva (22ª posição da NBA) e a frustração da seanson 18/19 findou.

A insana temporada de 2020

 

No entanto o inicio da temporada seguinte parecia promissor com a chegada de Davis e a recuperação de atletas que vinham de lesões como o caso de Rajon Rondo, animavam a LakerNation, houve ainda a mudança no comando técnico da equipe, assumida por Frank Vogel. Todas as mudanças ocorridas na franquia de uma temporada para outra pavimentaram a estrada do Lakers para o 17º titulo da história da franquia.

Muito diferente de seu ano de estreia pelo lakers. O rei liderou a franquia na temporada regular e na pós temporada fez o que sempre faz e novamente assombrou o mundo com sua capacidade de estar em altíssimo nível aos 36 anos de idade. Ao lada de Davis, Caruso, KCP, Green, Bradley entre outros o Lakers foi praticamente imbatível no ano.

Mas como todos nós já sabemos, 2020 foi um ano atípico, e pra quem conseguiu acompanhar a NBA, teve Disney, teve bolha e foi muito diferente. Os playoffs foram todos em local neutro e isolado de quase todos – depois de algumas rodadas alguns familiares de atletas puderam entrar na bolha –. O primeiro adversário do time na pós temporada foi o embalado Portland Trail Blazers.

Lakers no caminho para o titulo

 

O Lakers perdeu o primeiro jogo, contudo, venceu os 4 seguintes. Depois de perder a primeira partida Frank Vogel preparou sua equipe para frear Damian Lillard e os Blazers, e a mudança do técnico fez com que o time fosse avassalador e a passagem para a fase seguinte foi tranquila. O próximo adversário seria o Houston Rockets.

E a história se repetiu. A primeira partida foi uma derrota para o small ball texano, os 4 jogos seguintes foram passeios do Lakers, na outra semifinal o Denver Nuggets fazia história! Encrespando demais a serie diante do fortíssimo Clippers de Paul George e Kawhai Leonard. E foi o excelente time de Denver que jogou a final com o LA.

 

Outro 4×1 na final, sendo que a derrota do Lakers desta vez aconteceu no jogo 3. O King estava mais uma vez em uma NBA Finals – a decima de sua carreira – e iria enfrentar uma franquia que ele conhece muito bem, a luta pelo título de campeão da NBA 2020, seria diante do Miami Heat.

NBA Finals o KING sendo KING!

Franco favorito e cada vez mais sólido como time, maestria do professor Vogel que tirou o melhor que tinha da equipe e fez de uma defesa sólida sua terceira estrela ao lado de James e Davis. O Los Angeles Lakers se sagrou campeão em 6 jogos e Lebron pôs o 4º anel no dedo. Mas ele fez muito além disso…

Fez seus companheiros de equipe crescerem exponencialmente KCP e Caruso são casos absurdos de como o rei consegue desenvolver o jogo dos seus companheiros. A adição de Davis e o excelente técnico Frank Vogel, a mescla de jovens e cascudos como Rondo e Morris foram fatores fundamentais pra formar este lakers que como dizemos aqui “cheira a titulo” e foi o que ocorreu no final das contas.

Depois da pós temporada de 2020, Lebron James se tornou ainda mais avassalador em seu desempenho em playoffs, por fim trarei algumas das premiações e números desta lenda do basquetebol mundial, certamente um dos maiores de todos os tempos na NBA, e no esporte de uma maneira geral, uma das carreiras mais longevas e vitoriosas da história do esporte.

 

Números e prêmios de Lebron James na carreira:

  • 4x Campeão da NBA – 2012; 2013; 2016; 2020
  • 4x MVP Finals
  • 4x MVP – 2009; 2010; 2012; 2013
  • ROY – 2004;
  • 16x All star/ All team
  • 3x MVP all star game – 2006; 2008; 2018

 

Números de Lebron James em pós temporada:

  • 1º  jogos disputados (sem nunca deixar de jogar sequer uma partida de playoff) – 260 jogos
  • 1º pontos em playoffs – 7491 pontos
  • 1º roubos em playoffs – 445 roubos
  • 2º cestas de 3 pontos em playoffs – 414 convertidas
  • 2º assistências em playoffs – 1871 passes
  • 2º triplos duplos em playoffs (atrás apenas de outro Laker, Magic Johnson)
  • 6º jogador com mais rebotes em playoffs – 2348 rebotes

 

Único jogador na historia a aparecer no top 10 de pontos, assistências e rebotes em pós temporadas na NBA. O astro coleciona jogadas épicas no estouro do cronometro, pontos magistrais e tocos incríveis. Seu jogo continua evoluindo e mudando, a cada ano que passa o King se reinventa e se adapta a uma maneira melhor de jogar. Lebron James vai para sua 18ª temporada ainda sendo, dentre todos os astros do jogo, o jogador mais dominante da NBA. Ou seja MONSTRO, IDOLO, GIGANTE e todos os outros adjetivos possíveis ao craque, ao KING!

Compartilhe esta publicação
Continuar Lendo
1 Comentário

1 Comentário

  1. Pingback: O melhor basquete do mundo está de volta - Vai Que To Te Vendo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *